Voltar para a 1ª página
Pensamento positivo melhora a sade na terceira idade

 

Manter-se intelectual e fisicamente ativo são duas peças chave para quem deseja garantir saúde plena com o passar dos anos. Entretanto, um estudo publicado no dia 21 de novembro no Journal of the American Association mostrou que até mesmo o otimismo com o futuro pode ajudar a alcançar esse mesmo objetivo. A pesquisa foi conduzida por especialistas da Yale School of Public Health, nos Estados Unidos.

Foram acompanhadas 598 pessoas com mais de 70 anos por um período de 11 anos. No início do estudo, nenhum dos participantes apresentava qualquer limitação que os impedisse de realizar alguma tarefa do cotidiano. Até o final da análise, entretanto, todos apresentaram alguma dificuldade em relação a tarefas, como tomar banho e se vestir. Juntamente com a degeneração física, os pesquisadores acompanharam a forma como os voluntários encaravam a velhice.

Os resultados mostraram que idosos com pensamentos positivos em relação ao futuro apresentavam uma probabilidade 44% maior de se recuperar completamente de alguma incapacidade do que as demais pessoas. Assim, esses participantes recuperaram algumas habilidades sem qualquer ajuda. Além disso, a gravidade das enfermidades costumava ser menor e o declínio físico mais lento. 

A pesquisa mostra que ter uma visão positiva da velhice ajuda idosos a terem uma vida mais independente e saudável, o que, consequentemente, aumenta a longevidade. O próximo passo agora é saber como tornar esse público mais otimista conforme os anos passam.

Dicas para envelhecer com saúde

Ser independente não significa viver isoladamente. Na verdade, o convívio social é essencial para elevar a autoestima e, assim, preservar a saúde, especialmente de idosos. Confira a seguir algumas dicas para quem deseja socializar na terceira idade:

Bailes
Força, ritmo e agilidade, equilíbrio e flexibilidade fazem da dança uma ótima atividade para quem precisa mexer o corpo. Mas não é só isso. Para dançar bem, é preciso memorizar passos e ter consciência corporal para respeitar o espaço do parceiro.

Música
Nunca é tarde para aprender a tocar algum instrumento. Então, que tal você mesmo tocar aquela música que tanto gosta? Estudar música estimula funções neurológicas relacionadas à coordenação e outras ações.

Viajar
Apesar da bagagem que os anos trouxeram, há muito ainda para se conhecer e uma maneira eficaz e divertida de fazer isso é viajando. Se não for possível conhecer lugares distantes, comece pelas cidades próximas a sua mesmo.

Passear
Peças de teatro, apresentações de dança, shows e cinema são apenas algumas das opções culturais disponíveis. Fuja da rotina e amplie seu repertório cultural.

Fonte: MinhaVida.uol.com.br

Dedo de Prosa Produções
Rua Riachuelo, 1452 - Sala 205
Bairro Padre Eustáquio
30720-060 - Belo Horizonte/MG



Telefone: (31) 3413-7507
dedodeprosa.tv@uol.com.br
@dedodeprosatv
facebook.com/programa.dedodeprosa