Voltar para a 1ª página
Novos desafios na terceira idade

 

Com o aumento da longevidade da população brasileira, a necessidade de redobrar a atenção com os cuidados com as pessoas acima de 60 anos será cada vez mais recorrente. Muitos idosos ainda desejam manter a independência, porém precisam de dedicação para que a saúde e o bem-estar não sejam comprometidos. Baseado nisto, a médica e franqueada da rede de residenciais sênior Terça da Serra, em São José do Rio Preto, Lígia Pagotto, para facilitar o dia-a-dia dos responsáveis por esses cuidados, listou algumas dicas.

“Quando uma pessoa chega na terceira idade, a atenção deve ser redobrada. Os idosos correm ainda mais riscos que nós adultos em relação à saúde, além de lesões, problemas de pele ou doenças crônicas serem comuns. Por isso, certas precauções são importantes para evitar distúrbios futuros”, ressalta Lígia.

Com o aumento da longevidade da população brasileira, a necessidade de redobrar a atenção com os cuidados com as pessoas acima de 60 anos será cada vez mais recorrente.

ALIMENTAÇÃO

Manter bons hábitos alimentares é fundamental em qualquer faixa etária. No entanto, as mudanças no corpo na terceira idade demandam um tratamento nutricional diferenciado. É preciso estar atento ao tipo de conservação do alimento que será servido para o idoso e também como ele é preparado.

Fraturas ósseas são comuns nesta etapa da vida. Em geral, as quedas são ocasionadas devido a fatores intrínsecos, como idade, perda da visão, distúrbios no equilíbrio, falhas no sistema nervoso, e também por motivos externos, como escadas, situações do solo e objetos que atrapalham a locomoção. Por isso, é essencial uma atenção ainda maior para precaver os tombos.

A médica recomenda evitar o uso de tapetes, móveis nos corredores, além de adaptar uma barra de segurança no banheiro, para certificar a segurança nesse local. Manter os ambientes mais claros e sempre acompanhar os idosos nos passeios exteriores.

HIGIENE

Este quesito é um fator extremamente importante para o conforto e qualidade de vida. A boa higiene segue acompanhada do bem-estar necessário para uma rotina saudável. Independente do grau de dependência apresentado, o idoso deve receber todos os cuidados diários de limpeza pessoal.

A recomendação é auxiliá-lo no banho e, se necessário, usar produtos para o fortalecimento da pele, oferecer massagens confortantes com cremes hidratantes e realizar a manutenção da higiene oral.

SOCIEDADE

As interações sociais contribuem para um melhor enfrentamento de situações adversas na vida do idoso e da família. O apoio dos parentes e da sociedade são fundamentais não só para a preservação da saúde física e mental, mas também para momentos de estresse e para superação de acontecimentos como a morte, a perda da capacidade funcional ou até mesmo a institucionalização.

ACOMPANHAMENTO

O atendimento profissional especializado nas diversas áreas da saúde proporciona muitos benefícios, pois permite que o cuidado torne-se específico de acordo com cada necessidade. De acordo com Lígia, muitas atividades podem ser significativas para a recuperação do idoso, como a fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, nutricionista, atividades físicas adaptadas, musicoterapia, estimulação cognitiva, inserção social, terapia ocupacional, entre outras atividades planejadas individualmente para ampliar a qualidade da rotina. Segundo ela, isso ajuda a manter uma velhice mais tranquila, mais saudável e feliz.

Tomar certos cuidados e prevenir riscos podem ser potenciais para a conservação dos bons hábitos durante o envelhecimento. “Devemos não só auxiliá-los durante as atividades diárias, para evitar perigos, como também estimulá-los no exercício de práticas sadias e incentivá-los em atividades sociais”, conclui.

Fonte: Liberal

Dedo de Prosa Produções
Rua Riachuelo, 1452 - Sala 205
Bairro Padre Eustáquio
30720-060 - Belo Horizonte/MG



Telefone: (31) 3413-7507
dedodeprosa.tv@uol.com.br
@dedodeprosatv
facebook.com/programa.dedodeprosa