Voltar para a 1ª página
DL aposta em tablets de nichos para idosos e crianças no Brasil

 

TábFácil e DL Sabichões: essas são as duas novas apostas da DL para o mercado de tablets. Focada em nichos, a fabricante nacional trabalhou em versões para o público idoso e também infantil — as crianças já representam 55% dos consumidores de tablets da DL no Brasil, desde o último ano.

Vendo nos dois extremos um fôlego para aquecer o mercado de tablets, os aparelhos foram modificados para atender à demanda dos dois públicos. Para vovôs e vovós, o tablet tradicional ganhou uma fonte com letras maiores e aplicativos que ajudam a cuidar da saúde. Para os pequenos, um controle mais rígido sobre o conteúdo busca oferecer um reforço educacional.

TábFácil, o tablet para idosos

Se nos smartphones as letras são pequenas, a tela se move muito rápido e, quase sempre, mostra aplicativos demais, a solução para a terceira idade pode ser o TábFácil. Com tela de sete polegadas, vem com Android 7, um processador quad-core, memória RAM de 1 GB, memória interna de 8 GB, duas câmeras bastante modestas — frontal VGA e traseira de 2MP — e conexão 3G.

WhatsApp e Facebook com letras maiores

O software foi modificado e concentra uma série de aplicativos que atendem necessidades do público idoso com bastante praticidade. Os ícones — dos apps que já vêm instalados, assim como dos que forem baixados pelo dono — ganharam letras em tamanho ampliado, facilitando a visualização. Inclui-se nesta lista WhatsApp, Facebook e jogos 'das antigas' como damas, truco e palavras cruzadas. O mesmo ocorre com recursos de configurações e botões grandes.

Entre os aplicativos, destaca-se o SOS que, se configurado corretamente, pode oferecer contatos telefônicos rápidos de emergência ao usuário do aparelho, caso sinta algum mal-estar e precise de ajuda médica. Já a função Caixa de Remédios permite controlar o horário dos medicamentos. A ideia é facilitar a rotina diária do idoso que, mesmo com dificuldades, não fechou as portas para a tecnologia. O tablet foi inspirado em um celular com objetivos semelhantes, porém mais modesto.

Inspiração no DL YC-110

'Nós lançamos no último ano um feature fone [dumbphone, ou celular comum, sem ser smartphone] para idosos, com teclas maiores, e tivemos grande aceitação', conta Luciano Barbosa Neto, gerente de operações da DL. 'Para o TábFácil, criamos um novo launcher, com uma nova área de trabalho e ícones maiores, função S.O.S, controle de remédios e uma área de entretenimento que inclui redes sociais e jogos', disse. 'É um celular com tela maior', completa. A expectativa é de que as vendas em 2017 cheguem a 200 mil unidades — ou 10% das vendas totais da DL.

DL Sabichões, para os baixinhos

A outra aposta é o produto DL Sabichões, voltado para crianças. Anunciado como uma plataforma educativa, que envolve também conteúdo infantil, especialmente desenvolvida para aprendizagem dos 'sabichões', o tablet pretende auxiliar os pais na fase de crescimento das crianças. O aparelho vem com reforço nas laterais — para resistir a quedas, inevitáveis nas brincadeiras — e conta com aplicações e mídias educacionais sobre matemática, português, conhecimento geral e música.

Ou seja, une estudo e entretenimento. O tablet tem um processador quad-core, memória RAM de 1 GB, Android 7, apenas uma câmera VGA e um software dedicado. A segurança do que é exibido na tela é reforçada com um sistema de controle parental que permite regular o horário e o tempo de uso.

Fonte: Techtudo

 

Dedo de Prosa Produções
Rua Riachuelo, 1452 - Sala 205
Bairro Padre Eustáquio
30720-060 - Belo Horizonte/MG



Telefone: (31) 3413-7507
dedodeprosa.tv@uol.com.br
@dedodeprosatv
facebook.com/programa.dedodeprosa