Voltar para a 1ª página
DataSenado: mais da metade de entrevistados conhece idoso que jŠ sofreu violÍnci

 

Os idosos não são tratados com respeito no Brasil – é o que acreditam quase 90% dos participantes de enquete do Instituto DataSenado, realizada entre os dias 17 de agosto e 16 de setembro deste ano. Responderam a pesquisa 1.807 internautas e 64% deles disseram conhecer alguém com mais de 60 anos que já sofreu violência.

A enquete também revelou que 59% dos entrevistados acreditam que a violência contra os idosos aumentou nos últimos anos. E 69% creem que tornar o homicídio de idosos crime hediondo ajudaria a diminuir a violência contra essa faixa etária no Brasil.

A medida consta do Projeto de Lei do Senado (PLS) 373/2015, idealizado pelo senador Elmano Férrer (PTB-PI). A proposta está pronta para a pauta na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), com parecer favorável do senador José Maranhão (PMDB-PB). No relatório, Maranhão mostra que, a cada hora, pelo menos dois idosos sofrem algum tipo de violência no Brasil, sendo o homicídio a terceira causa que mais mata essas pessoas.

De acordo com dados do Disque-100 da Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério da Justiça, de 2011 até o primeiro trimestre de 2014, foram registradas mais de 77 mil denúncias de violência contra idosos. Os casos mais recorrentes nesse período foram de negligência (68,7%) e violência psicológica (59,3%).

Os dados também apontam que, das denúncias relatadas em 2013, cerca de 50% das agressões foram cometidas por filho dos idosos. O levantamento ainda revela que 66,2% das vítimas são mulheres, enquanto os homens somam 27,2%.

Fonte: Agência Senado

Dedo de Prosa Produções
Rua Riachuelo, 1452 - Sala 205
Bairro Padre Eustáquio
30720-060 - Belo Horizonte/MG



Telefone: (31) 3413-7507
dedodeprosa.tv@uol.com.br
@dedodeprosatv
facebook.com/programa.dedodeprosa